Dia 47: o que é ser bem-sucedido?

“Procure se tornar um homem de valor, ao invés de um homem de sucesso” – Albert Einstein

Esses dias, li no blog How to be rich and happy, um dos meus sites de autoajuda preferidos (afinal, todo mundo quer ser rico *e* feliz, não é?), uma frase emblemática de um outro blogueiro, Tim Browson, do Life Coaching :

Successful people are successful because they do what other people don’t want to do

O que quer dizer, basicamente, que pessoas bem-sucedidas são bem-sucedidas porque fazem o que os outros não querem fazer.

Quando li, achei que fazia sentido. Afinal, é uma lógica de mercado: se você faz o que ninguém faz (e se o que você faz é útil para as pessoas), seu passe é alto. Se você é mais um jornalista / artista / profissional de humanas que acho que seria mais fácil não precisar estudar matemática na faculdade, as chances são de que você só se dê bem se, além disso, fizer algo que ninguém mais faz. O que, eu não sei. Estou tentando descobrir.

Mas aí lembrei que estou no Brasil, e aqui certas profissões em que pessoas fazem o que os outros não querem fazer são muito pouco valorizadas. Por exemplo, canso de ver garotadinha classe média reclamando que a faxineira cobra 120 reais por dia de faxina. “Daqui a pouco, minha faxineira vai ganhar mais do que eu, que estudei a vida inteira”.

E não é pra ser assim? Você estudou a vida inteira pra sentar a bunda na frente do computador e escrever – fácil demais. Ela não apenas faz o que você NÃO quer fazer (lavar seu próprio banheiro), como dá um duro danado por isso.

Talvez o segredo para uma carreira de sucesso nem seja fazer o que os outros não querem fazer, mas o que eles realmente não sabem. Porque, no desespero, você vai querer lavar seu próprio banheiro, sim.

* * *

Vamos definir primeiro o que é ser bem-sucedido? Tenho pensado muito sobre isso, sabe? Pra mim, ser bem sucedida é trabalhar com o que gosto, ter tempo pra mim mesma, ter uma família bacana, ser feliz e ter verba suficiente pra viajar pro exterior duas vezes por ano, investir em um imóvel, uma previdência privada, cursos, um bom plano de saúde e uma caderneta de poupança, sem precisar decretar falência no meio do mês. Agora cês vêem: parei no ‘ser feliz’. A parte financeira está no seguinte estado atualmente:

Decreto falência no meio do mês sem nem conseguir investir numa poupança, em cursos, em previdência e muito menos num imóvel.

No pensamento pessimista, Lia, você é uma loser que tem 33 anos e ainda não tem nenhum bem no seu nome, não constituiu família e não tem a menor perspectiva de crescer no trabalho atual.

No pensamento otimista, que é o que eu tento focar, porque acho que também faz sentido, estou no caminho certo porque já consegui trabalhar com o que gosto, ter tempo pra mim mesma, ter uma família bacana, um marido maneiro e sou bem feliz. Quer dizer, meu problema agora são as finanças. E mesmo assim, é apenas PARTE de um problema: não tenho dívidas, meu nome é limpíssimo, sou razoavelmente bem organizada.

Agora só falta arrumar uma maneira de dobrar os rendimentos sem necessariamente comprometer minha saúde. Porque, sobre ser uma pessoa de valor, isso é incontestável: vem antes do sucesso. Mas é que, para a minha concepção de sucesso, ainda tem algo faltando.

Mãos à obra.

Estou tentando descobrir um nicho dentro do meu mercado onde eu possa fazer coisas que os outros não sabem fazer sozinhos. Aí sim, o passe valoriza.

* * *

E pra você? Quando você vai se considerar bem-sucedido? O que é ser bem-sucedido pra você? Você já chegou lá? Se não chegou ainda… o que falta?

Anúncios

Publicado em abril 17, 2011, em autoajuda e marcado como , . Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: