Steven Seagal, tex mex no RJ e dicas para seu negócio

Ainda sobre o post anterior, sobre as cinco notícias que não vão mudar a vida de ninguém: na verdade, posso não me ligar em lutas, mas me ligo bastante em cultura pop. E mesmo não acompanhando o UFC e não tendo o menor apreço por violência física, não tem como não comentar: grande Steven “Força em alerta” Seagal, hã?

* * *

Alguém chegou aqui procurando por “aniversário em bares” + “rio de janeiro”. Também passo por esse dilema, meu aniversário é dia 21/02.

A diferença é que, normalmente, não tenho dúvida alguma: acabo arrastando o povo para o Puebla Café, na Cobal do Humaitá, um tex-mex honesto com mojitos excelentes, uma taco salad espetacular e tocado pelo Angelo, uma das figuras mais queridas do Rio de Janeiro.

Ainda na praia tex-mex, o Clandestino, em Copacabana, expandiu e adotou um cardapiozão de tirar o chapéu, com preços honestíssimos também. Tá valendo.

* * *

Recomendaria o Big Kahuna Tiki Bar, mas este fechou rápido. Uma pena. Frequentadores especulam sobre motivos em potencial para o fechamento do bar. São eles:

– a falta de estrutura de cozinha: sem comida, enfraquece o consumo de álcool, ainda mais se o cardápio é basicamente álcool pesado, tipo rum. Faltava um sanduíche, uma batatinha frita, alguma coisa pra forrar o estômago e o álcool bater melhor;
– excesso de informação não solicitada sobre a cultura tiki: tudo bem que era um bar diferente, mas plaquinhas e folders para quem quisesse saber mais explicariam muito melhor do que a aula de 20 minutos dada pelo barman. E quem já conhece a cultura tiki ganharia mais vinte minutos pra beber;
– o ponto, escondido demais (nos fundos de uma loja que já é numa rua de pouca circulação. Nada que falasse do bar do lado de fora, que atraísse o passante incauto para o bar se você já não fosse atraído normalmente pelo visual da loja).

* * *

Vai abrir um negócio?

Que tal…

– Estudar a demanda
– Levantar quem são seus principais concorrentes
– Criar um diferencial competitivo para o seu negócio (preço? especialização em algum segmento ou nicho? sei lá!)
– Já pensar em como você vai atrair seu público
– Já pensar em como você vai RETER seu público
– De quanto dinheiro você precisa por um mês, incluindo gastos administrativos, comunicação, marketing, insumos, etc?
– E pra seis meses?
– E pra um ano?
– Quantas unidades de [produto ou serviço] você precisa vender por mês pra cobrir o valor gasto e, eventualmente, dar lucro?
– Quantas pessoas cabem no lugar? Se a lotação for de 20%, você cobre os gastos?
– De onde vai sair o dinheiro?

O Sebrae tem uns cursos ótimos sobre contabilidade, planejamento financeiro, etc – e está presente em vários estados. O Rio Criativo é um programa de incubadoras de empresas da indústria criativa no Rio de Janeiro – e mesmo que seu negócio seja de outra indústria, no site e na lista de discussão tem uns materiais ótimos – planilhas, modelos de planos de negócios e congêneres. Assim, você diminui a possibilidade de falir cedo. Vai por mim.

* * *

…e se precisar de consultoria em comunicação, me chama.

Anúncios

Publicado em fevereiro 8, 2011, em Sem categoria e marcado como , , , , . Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: