Indie é o cacete

Nunca entendi a comoção causada por “The Killing Moon”, do Echo & The Bunnymen – até, é claro, ouvir a versão do The Quakes e descobrir que esta pode, sim, ser uma música linda, dependendo do tratamento que lhe é dado – mais ou menos como a versão do Richard Cheese para “Creep”, do Radiohead – Cheese conseguiu, brilhantemente, transformar uma seqüência enfadonha de acordes e lamúrias em música. Infelizmente, suas outras versões são muito mais ou menos, valem a escutada como curiosidade, mas acabam virando meio piada-que-perde-a-graça depois de um tempo – de qualquer forma, Richard Cheese sempre será redimido por “Creep”.

(vai ter gente querendo me bater depois dessa, ha ha)

* * *

Peguei lá na Helena:

I'm Destruction!
Which Member of the Endless Are You?

E conforme eu respondia, já esperava que o resultado seria esse.. o que me surpreendeu um bocado, ho ho. Eu esperava algo mais Delirium, ou até a Death, aquela que ‘ama todo mundo’. Mas ele é o artista da família, né? Então tá, é, pode ser :p

Anúncios

Publicado em março 14, 2004, em Uncategorized e marcado como . Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: