Certas coisas a gente só lembra que não tem em casa quando precisa. E, como Murphy nunca falha, a gente precisa bem de madrugada, com todos os estabelecimentos comerciais dos arredores já fechados; e como é urgente, até daria pra andar até ali rapidinho pra providenciar, não fosse o objeto em questão algo que, se você chega ao ponto de precisar, é porque você não tem condições de ir até a esquina. Aí você enfia logo uma dose de paracetamol goela abaixo, acorda na temperatura normal amanhã e, mais uma vez, esquece de comprar uma p*** de um termômetro.

* * *

Minha amídala, que nunca acorda comigo quando eu preciso dela (e não acordou comigo hoje, a danada) será meu lembrete.

Anúncios

Publicado em dezembro 9, 2003, em Uncategorized e marcado como . Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: