Na cola da Primavera dos Livros..
Pega o Bukowski e contextualiza a literatura dele naquela época, naquele lugar, quebrando padrões literários e trazendo o submundo de sexo, drogas e bebop em linguagem coloquial a um país que vivia o ‘sonho americano’ e precisava daquilo, naquele momento. Agora me diz, qual a validade de copiar sua linguagem hoje, sem quebrar padrão nenhum, e falar pra um monte de gente já fudida, coisas que elas já sabem?
Eu, hein..
Sensação de déjà-lu..
* * *
Seguinte..
Um executivo nigeriano milionário escreveu este artigo, reclamando que não é levado a sério e realmente tem problemas para transferir altas quantias de dinheiro (é óbvio que este artigo deve ser lido, mas não levado a sério, heh).

Anúncios

Publicado em outubro 18, 2003, em Uncategorized e marcado como . Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: